Codorniz

Coturnix coturnix


Identificação

A codorniz é, a par da rola e da perdiz, uma das espécies cinegéticas preferidas dos caçadores portugueses. É uma ave solitária, pequena (17/18 cm) e de voo rápido, sendo mais fácil ouvi-la do que vê-la. Caminhando pelo campo pode acontecer levantar voo aos nossos pés, pois apenas abandona a camuflagem do solo quando é quase pisada. Tem uma coroa preta e branca, o abdómen branco e o resto do corpo com tonalidades castanhas com riscas claras.

Distribuição

È uma migradora estival que vem de África para criar na Europa embora, sobretudo no sul do Pais e nos Açores, se possa encontrar todo o ano.

Ecologia

Bastante parecida com um perdigoto, esta ave é no entanto muito dificil de ser vista; na realidade, o contacto mais vulgar com a cordoniz é auditivo; o seu canto, que se pode ouvir quer de dia quer de noite, é bastante característico e invulgar para uma ave tão pequena.


O habitat preferencial são os campos cultivados, searas, pastos e mesmo espaços abertos em bosques, onde o animal disponha de recursos alimentares suficientes, aliás semelhantes aos da perdiz.

Alimentação

Alimenta-se sobretudo de sementes, folhas e insectos.

Reprodução

Faz o ninho numa cavidade do solo, entre Abril e Maio, onde põe entre 7 e 12 ovos cor creme com manchas castanhas, que são incubados pela fêmea durante 23/25 dias.

Factores de Ameaça

As modificações na paisagem agrícola alteraram o comportamento reprodutor e alimentar das codornizes. A diminuição da área agrícola, apesar de não afectar o sucesso reprodutivo directamente, contribui para a diminuição da condição física dos adultos (devido à menor disponibilidade de alimento e à maior distância percorrida entre o local de nidificação e as áreas de alimentação). Consequentemente o número de tentativas de postura será menor, diminuindo a taxa de reprodução.


O aumento do uso de herbicidas diminui o número de espécies vegetais bravias numa área agrícola, tornando estas áreas menos atractivas para a alimentação. No Reino Unido a disponibilidade alimentar foi um dos factores que provocou uma diminuição na população.

A alteração dos habitats de nidificação e/ou alimentação devido à construção de infra-estruturas (barragens, parques eólicos, estradas), instalação de regadios, produção florestal, actividade de extracção de inertes.

in " http://www.naturlink.pt/canais/artigo.asp?iCanal=1&iSubCanal=11&iArtigo=4255&iLingua=1
Comentários
"Muitos parabéns à pessoa que pensou este cantinho onde eu vim parar por acaso. É maravilhoso! Gostei imenso de o percorrer e virei aqui tantas vezes quando a saudade do meu PAÍS se fizer sentir."
Rosa Correia
Facebook
Junte-se a nós no Facebook. Deixe-nos o seu comentário ou opinião!