Escalo do Norte

Leuciscus carolitertii


Identificação

São peixes de dimensões médias, com um comprimento mínimo de 10 cm de corpo alongado e comprimido nos flancos. Cabeça grande, focinho cónico, boca relativamente pequena. O maxilar superior cobre ligeiramente o maxilar inferior. Os opérculos apresentam estrias muito finas.

A coloração do dorso é acinzentada-acastanhada ou acastanhada-esverdeada, com reflexos azulados ou pratedos. Os flancos apresentam frequentemente uma banda preta. Cada escama tem uma mancha negra.

Distribuição

Em Portugal o escalo do Norte encontra-se nas bacias hidrográficas a norte da bacia do Mondego.

Ecologia

O seu habitat é muito variado mas assenta habitualmente em águas correntes tanto nas planícies como nas montanhas, tendo uma grande resistência a águas de baixa oxigenação na época do Verão.

Alimentação

Alimentam-se de insectos, crustáceos e pequenos peixes.

Reprodução

Reproduz-se na Primavera, desovando em locais de corrente fraca, entre as pedras e a vegetação submersa.


Factores de Ameaça

O aumento da poluição dos rios devido ao não cumprimento das exigências higieno-sanitárias, nomeadamente ao tratamento dos esgotos.
A pesca comercial e desportiva na época de reprodução de desova.

in " http://atelier.hannover2000.mct.pt/~pr350/escalo.htm
Comentários
"O Covão da Ponte é sem dúvida um daqueles sítios mágicos que nos leva a sentir alguma responsabilidade no momento de o mostrarmos a outras pessoas. A ligação que o espaço estabelece connosco é tal que tudo ali nos faz bem... "
Nett
Facebook
Junte-se a nós no Facebook. Deixe-nos o seu comentário ou opinião!